Justiça Federal promove palestra sobre descarte de resíduos

Continuando seu compromisso com o meio ambiente, no dia 11 de abril a Justiça Federal do Rio de Janeiro promoveu a palestra “Problemática do Lixo e Soluções Sustentáveis”, ministrada pelo assistente da Diretoria de Serviços da Comlurb, Bruno Lamy. O evento, realizado no Centro Cultural Justiça Federal, reuniu servidores e funcionários terceirizados da SJRJ e também público externo.

Essa não foi a primeira vez que Lamy esteve na JFRJ. Em 2018, o especialista havia sido convidado pelo órgão para falar sobre o tema e as soluções que atualmente estão sendo adotadas no âmbito individual e por empresas.

Um dos grandes problemas ambientais de nosso tempo é a produção exacerbada de resíduos - que é, na verdade, o que comumente chamamos de lixo. Sem a destinação adequada, tais resíduos podem acarretar em contaminação do meio ambiente, disseminação de doenças e impactos ambientais que vão desde a morte de animais e pessoas até extinção de algumas espécies.

Na sociedade moderna é inevitável a produção de lixo, mas é possível reduzir o impacto causado optando pela reutilização e reciclagem desse material. Lamy explicou a importância de reduzir o consumo, optando, sempre que possível, pela troca ou doação de objetos e produtos. Ele também relembrou que é possível reaproveitar itens, atribuindo-lhes novas funções.

A disposição de rejeitos em aterros sanitários deveria ser a última alternativa, feita apenas quando não forem mais possíveis o tratamento e a recuperação do material. Para o especialista, a adoção de novos hábitos em relação ao descarte e reaproveitamento de resíduos ainda enfrenta resistência de empresas e indivíduos por ainda não terem atribuído valor ao que consideram “lixo”. “Somos condicionados a repetir hábitos herdados dos pais, dos avós, mas é possível quebrar esses paradigmas quando agregamos valor ao lixo, quando o consideramos matéria-prima, fonte de renda de muitas famílias, além da questão do impacto no meio ambiente”, afirma.

 

<< Voltar