Presidente do TRF2 prestigia posse do ministro Humberto Martins na Corregedoria Nacional de Justiça

A partir da esquerda: presidente do TRF4, desembargador federal Thompson Flores, presidente do TRF5, desembargador federal Manoel Erhardt, presidente do TRF1, desembargador federal Carlos Eduardo Moreira Alves, a esposa do corregedor, sra. Rita Martins, ministro Humberto Martins, presidente do TRF3, desembargadora federal Terezinha Cazerta, e presidente do TRF2, desembargador federal André Fontes
A partir da esquerda: presidente do TRF4, desembargador federal Thompson Flores, presidente do TRF5, desembargador federal Manoel Erhardt, presidente do TRF1, desembargador federal Carlos Eduardo Moreira Alves, a esposa do corregedor, sra. Rita Martins, ministro Humberto Martins, presidente do TRF3, desembargadora federal Terezinha Cazerta, e presidente do TRF2, desembargador federal André Fontes

O presidente do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2), desembargador federal André Fontes, prestigiou, na terça-feira, 28/8, a cerimônia de posse do ministro Humberto Martins, na Corregedoria Nacional de Justiça. Ele estará à frente do órgão até agosto de 2020.

A solenidade, realizada no Conselho Nacional de Justiça (CNJ), foi conduzida pela presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia. A mesa foi composta pelo presidente da Câmara dos Deputados, deputado Rodrigo Maia (DEM/RJ), pelo vice presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Tofolli, pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes, pela presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministra Laurita Vaz, pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, e pelo presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Claudio Lamachia.

O alagoano Humberto Martins é o atual vice-presidente do STJ, cargo que deixa para assumir a Corregedoria do CNJ. Após exercer a advocacia e ter atuado como procurador do seu Estado natal, ele assumiu, em 2002, o cargo de desembargador do Tribunal de Justiça, em Maceió. Em 2006, o ministro foi nomeado para o STJ.

Fonte: ACOI/TRF2

 

<< Voltar