Rede Nacional dos Centros de Inteligência é lançada durante Fonage

Sistema vai integrar todos os Centros Locais da Justiça Federal, em sintonia com o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 16: paz, justiça e instituições eficazes

 

Foi lançada nesta segunda (2), durante a abertura do Fórum Nacional de Administração e Gestão Estratégia (Fonage), a Rede Nacional dos Centros de Inteligência da Justiça Federal.

Representantes de 18 Centros Locais de Inteligência (Seções Judiciárias) participaram, por videoconferência, da apresentação dos dois sistemas que interligarão todos os Centros do país: um elaborado pela Seção Judiciária do Rio Grande do Norte (SJRN), para compartilhamento de informações, notas técnicas, temas e ações realizadas, e outro criado pela Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), utilizado como fórum de discussões online.

O objetivo é realizar um trabalho em rede, por meio da cooperação, em sintonia com o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 16: paz, justiça e instituições eficazes.

Participaram da abertura do evento a conselheira do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) Maria Tereza Uille; os presidentes dos Tribunais Regionais Federais da 1ª, 2ª e 3ª Regiões, desembargadores federais Carlos Moreira Alves, Reis Friede e Therezinha Cazerta, respectivamente; o presidente da Ajufe, juiz federal Fernando Mendes; entre outras autoridades.

Fonage

O Fórum Nacional de Administração e Gestão Estratégica (Fonage), promovido pela Ajufe, tem o objetivo de estimular a criação e sistematização de políticas administrativas para o sistema de Justiça brasileiro, além de buscar soluções para uma gestão democrática, prospectiva e eficiente do Poder Judiciário.

As atividades do Fonage consistem na apresentação de experiências exitosas na área de gestão, administração e planejamento estratégico no Judiciário, assim como angariar conhecimento nas diversas áreas do saber que possam contribuir para a atuação administrativa e judicante.

 

Via CJF com informações da Ajufe

 

<< Voltar