Conteúdo principal

Julho no CCJF: Exposições prorrogadas, além de muita música, teatro, cinema e literatura de cordel*

foco em mãos dadas de duas mulheres

O mês de julho chega ao Centro Cultural Justiça Federal (CCJF) com uma programação recheada de boas atrações. Além de admirar a beleza do prédio histórico, que foi sede do Supremo Tribunal Federal até 1960, os visitantes poderão usufruir de muita música, teatro, artes visuais e literatura. Uma boa notícia para aqueles que não conseguiriam conferir as exposições gratuitas Dragão Floresta Abundante, de Christus Nóbrega e Toda Noite, de Vicente de Mello, — ou para quem gostou tanto que quer apreciar as obras novamente: ambas foram prorrogadas e ficam no CCJF até dia 14 de julho. Além delas, também é possível conhecer, até dia 13, um pouco da história das comunidades quilombolas do Rio de Janeiro por meio das imagens do fotojornalista AC Junior, organizadas na mostra Recortes da Vida e Luta Quilombola no Rio de Janeiro.

Para quem busca apreciar uma música de qualidade, vale anotar na agenda algumas boas opções que irão acontecer no Centro Cultural em julho: o reconhecido e tradicional Festival Internacional de Harpas XIX RioHarp Festival 2024, cuja maioria das apresentações ocorre no CCJF — que recebe 20 recitais, gratuitos, com duas ou até três apresentações diárias; Violões da AV-Rio que apresenta a Orquestra Jovem de Violões Música na Rede do Espirito SantoCecília in Tui – Voz, piano, trombone e dança flamencaSergio Raz Convida Ana de Oliveira, que lança o Ep Suite do Sol NascenteA Voz Delas – Mako convida Anne Amberget, homenageando ícones femininas da MPB; Equale Convida Coralito e Coral da Associação de Servidores do TCE-RJ, entre outras.

Nas artes cênicas, o público poderá conferir as peças Cartas de Maria Julieta e Carlos Drummond de Andrade, espetáculo construído a partir da pesquisa e leitura da correspondência inédita do poeta e sua única filha, Aimberê, que conta a saga de um herói brasileiro enterrada nas linhas curvas da história de terras brasis e O Menino Omolu – Um Espetáculo deste Tempo, peça infanto-juvenil que revela ao público as dificuldades de um menino ao ter que lidar com o mundo que o exclui por conta de suas feridas ancestrais.

Já no cinema, entre outras atrações, o CineCentro segue firme em sua programação com uma curadoria especial voltada para filmes de artistas e documentários. Agora, é a vez de conferir, nos dias 25 a 28 de julho, os filmes de Maria Augusta Ramos, diretora e roteirista, considerada um dos grandes nomes do documentário brasileiro. Ainda no mesmo mês, a Sala de Sessões recebe mais uma sessão de Cordel do Centro – A Literatura de Cordel no CCJF que será realizada até dezembro de 2024, sempre nas terceiras quartas-feiras de cada mês. Os temas desse mês serão Gonçalo Ferreira da Silva, cordelista fundador da Academia Brasileira de Literatura de Cordel, e o poeta e xilogravurista paraibano José Costa Leite.

A maioria dos eventos seguem sendo oferecidos gratuitamente ou a preços populares. Confira a programação completa abaixo ou pelo site do CCJF: https://www10.trf2.jus.br/ccjf/programacao-presencial/

 

Centro Cultural Justiça Federal – CCJF

Endereço: Avenida Rio Branco nº 241 – Centro, Rio de Janeiro, RJ (há também a possibilidade de entrada pela Rua México, 57)
Telefone: +55 21 3261-2550
Horário de funcionamento: de terça a domingo das 11h às 19h.

 

MÚSICA

Duo Guilherme Pimenta & William Doyle

O duo simboliza a união de dois destaques do violino popular atual. O violino, normalmente associado à música clássica, nas mãos desses dois instrumentistas tem sua imagem desconstruída e renovada. Em um concerto repleto de criatividade e improvisação, Pimenta e Doyle trazem ao público um passeio por gêneros da música popular brasileira como choro, samba, frevo e forró, com arranjos de canções conhecidas e composições autorais.

Data: 2/7 (terça-feira)
Horário: às 19h
Classificação indicativa: livre
Valor: R$20,00 (inteira) e R$10,00 (meia-entrada)
Ingressos: Sympla
Local: Teatro

Saiba mais

XIX Rio Harp Festival 2024

Considerado o maior festival de harpas do mundo, o RioHarpFestival 2024 recebe músicos de 20 países em vários espaços do Rio e tem versões em São Paulo e em cidades de 8 países europeus. Com entrada franca, a programação vai da harpa tradicional ao koto japonês, passando por fusões entre músicos de diferentes continentes e a Camerata Uerê, com crianças e adolescentes da comunidade da Maré, que dividem o palco com harpistas da África do Sul e da Rússia, grandes expoentes contemporâneos do instrumento. A maioria das apresentações ocorre no Centro Cultural Justiça Federal, que recebe 20 recitais em alguns dias com duas e até três apresentações diárias. Com quase duas décadas de tradição, o Rio Harp Festival, uma realização do consagrado projeto Música no Museu.

Datas, horários e locais:

2/7 (terça): 15h – Sala de Sessões
3/7 (quarta): 18h – Sala de Sessões
4/7 (quinta): 15h e 18h – Sala de Sessões
5/7 (sexta): 15h e 18h – Sala de Sessões
9/7 (terça): 15h – Sala de Sessões
11/7 (quinta): 15h e 18h – Sala de Sessões
12/7 (sexta): 15h e 18h – Sala de Sessões
16/7 (terça): 15h – Sala de Sessões
18/7 (quinta): 15h – Teatro
19/7 (sexta): 15h – Sala de Sessões
23/7 (terça): 15h – Sala de Sessões
·24/7 (quarta)- 15h -Sala de Sessões
26/7 (sexta): 15h,18h e 19h – Sala de Sessões
30/7 (terça): 15h – Sala de Sessões

Classificação indicativa: livre
Valor: gratuito
Programação: site do CCJF

Saiba mais

Violões da AV-Rio apresenta Orquestra Jovem de Violões Música na Rede do Espirito Santo – Obras de Egberto Gismonti, Hermeto Pascoal e Astor Piazzolla, entre outros

Com regência de Phillipp Areias, coordenação pedagógica de Bruno Soares e coordenação geral de Fabiano Mayer, a Orquestra é fruto de um compromisso entre a Secretaria de Estado da Educação (SEDU), a Faculdade de Música do Espírito Santo (FAMES) e a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (FAPES). Alcançando 65 escolas em 36 municípios, o projeto transcende o ensino do violão, já que também visa enriquecer o currículo escolar com dados e conhecimentos que promovam a evolução do programa educacional.

É composto por alunos que se destacam em suas escolas de origem, que recebem bolsas de pesquisa e têm a oportunidade de se dedicar integralmente aos estudos musicais e escolares. A Orquestra tem enriquecido o cenário musical capixaba e no repertório que irão apresentar, há uma ênfase na música popular brasileira, com obras de Moacir Santos, Sivuca e Glorinha Gadelha, Egberto Gismonti, Heraldo do Monte, Hermeto Pascoal, Zé Marcelino e Maurício de Oliveira, além, de Leo Brouwer e Astor Piazzolla.

Tocata

Antes do concerto, às 15h, haverá a Tocata, com a participação da Camerata de Violões da AV Rio, gratuita, na Sala de Cursos. Os interessados em participar poderão trazer seus instrumentos e a vontade de compartilhar a sua arte e/ou assistir as apresentações!

Data: 6/7 (sábado)
Horário: às 17h
Classificação indicativa: livre
Valor: R$20,00 (inteira) e R$10,00 (meia-entrada)
Local: Sala de Sessões

Saiba mais

Cecília in Tui – Voz, piano, trombone e dança flamenca

O show aborda o elemento água como marco inicial de todos os sons. Dessa experiência plástica, sonora, performática e gestual, Cecilia mergulha nesse lago afetivo e traz à superfície um roteiro inusitado que desagua em nós por meio de voz, piano, trombone e flamenco.

Data: 9/7 (terça-feira)
Horário: às 19h
Classificação indicativa: livre
Valor: gratuito
Local: Teatro

Saiba mais

Sergio Raz Convida Ana de Oliveira – Lançamento do Ep Suite do Sol Nascente

Neste show inédito, o compositor, guitarrista e violonista Sérgio Raz, lança seu mais novo trabalho solo, o EP Suíte do Sol Nascente, gravado inteiramente com a rara guitarra de oito cordas e convida sua parceira de duo, a violinista Ana de Oliveira, no violino elétrico de cinco cordas, para juntos mergulharem no repertório autoral do artista.

Data: 11/7 (quinta-feira)
Horário: às 19h
Classificação indicativa: livre
Valor: R$30,00 (inteira) e R$15,00 (meia-entrada)
Ingressos: Sympla
Local: Teatro

Saiba mais

A Voz Delas – Mako convida Anne Amberget

Nesse show a cantora Mako convida a pianista Anne Amberget para, juntas, celebrarem a identidade e a diversidade feminina na música popular brasileira.
Elas vão homenagear as grandes mulheres da MPB como Chiquinha Gonzaga, Clementina de Jesus, Dona Ivone Lara, Beth Carvalho, Elizeth Cardoso, Clara Nunes, Alcione, dentre outras.

Data: 16/7 (terça-feira)
Horário: às 19h
Classificação indicativa: livre
Valor: R$50,00 (inteira). R$25,00 (meia-entrada)
Ingressos: Sympla
Local: Teatro

Saiba mais

Violões da AV-Rio apresenta Lançamento do livro “José Augusto de Freitas – elo perdido do violão brasileiro”, palestra com Jorge Mello e recital com Celso Faria – violão

Neste recital, teremos o mineiro concertista de violão, Celso Faria, premiado em diversos concursos de interpretação, a palestra de Jorge Mello e o lançamento do livro biográfico recém lançado “José Augusto de Freitas – elo perdido do violão brasileiro”, que joga luz à trajetória artística de um dos mais expressivos instrumentistas brasileiros, José Augusto de Freitas.

Data: 20/7 (sábado)
Horário: às 17h
Classificação indicativa: livre
Valor: R$20,00 (inteira) e R$10,00 (meia-entrada)
Local: Sala de Sessões

Saiba mais

Equale Convida Coralito e Coral da Associação de Servidores do TCE-RJ

Um sábado por mês, até outubro, a série Equale Convida promoverá encontros de grupos vocais ou corais sempre com o Equale fechando a programação. Neste mês de julho, os convidados serão Coralito e Coral da Associação dos Servidores do TCE-RJ.

Data: 27/7 (sábado)
Horário: às 17h
Classificação indicativa: livre
Valor: R$30,00 (inteira) e R$15,00 (meia-entrada)
Local: Sala de Sessões

Saiba mais

CINEMA

RE-SÍ-DUO – Pares no lixo e no luxo

Um pouco de nós, o que resta de nós, o que nos serve e o arquétipo da busca do encontro. Essas reflexões alavancam a concepção coreográfica e cênica da performance de dança e música RE-SÍ-DUO. A nova etapa reúne fragmentos encontrados em trabalhos anteriores.

Na direção minuciosa em vídeo, através do celular e durante os primeiros meses da pandemia, Lu Grimaldi obteve resultados de imagens e ângulos precisos, enquanto todos se adaptavam aos novos procedimentos de execução de um vide-arte a distância.

Todas as imagens internas foram gravadas em celular, sendo que a externa, através de um drone, ferramenta permitida para um momento único de imagem. Sobre essa batuta de Lu Grimaldi em uma edição cuidadosa junto a Gabriel Monteiro, vemos um resultado de um trabalho em conjunto e uma direção renovadora.

Datas: 6/7, 3/8 e 7/9/2024 (sábados)
Horário: às16h
Classificação indicativa: 16 anos
Valor: R$20,00 (inteira) e R$10,00 (meia-entrada)
Local: Cinema

Saiba mais

EXPOSIÇÃO

Toda Noite – Vicente de Mello

O CCJF e o IPAC – Instituto de Pesquisa e Promoção à Arte e Cultura apresentam ao público a obra inovadora do fotógrafo, ensaísta e curador Vicente de Mello, artista paulista, radicado no Rio de Janeiro e cidadão do mundo. Em Toda Noite, o fotógrafo exibe ao público 12 séries complexas e que se valem de diversos materiais, desde filmes, equipamentos fotográficos, sucatas, pedras e vegetais. O interesse do artista está voltado, sobretudo, para a luz, o tempo e a ideia de fragmentação. ‘Toda Noite’ é um panorama da obra deste artista de 55 anos de idade, que tem trabalhos premiados e expostos desde os anos 90.

Curadoria: Marília Panitz e Aldones Nino

Período de visitação: até 14/7/2024
Horário: de terça a domingo, das 11h às 19h
Classificação indicativa: livre
Valor: gratuito
Local: Galerias de exposição do 1º andar

As visitas mediadas à exposição podem ser agendadas em nosso site.

Saiba mais

Dragão Floresta Abundante – A Aventura de Christus Nóbrega na China

Este projeto constitui-se de uma exposição multimídia do artista paraibano, radicado em Brasília, Christus Nóbrega, compreendendo a sua produção artística realizada durante o período em que o artista participou do programa de residências artísticas do Ministério das Relações Exteriores, em parceria com a Central Academy of Fine Arts – CAFA, em Pequim, entre outubro e dezembro de 2015. A mostra já percorreu as cidades de Brasília, Belo Horizonte e Curitiba sendo apresentada para um público de mais de 500 mil pessoas.
As obras que pertencem à mostra consistem de oito séries que transitam entre as linguagens de fotografia, performance e desenhos feitos com GPS.

Período de visitação: até 14/7/2024
Horário: de terça a domingo, das 11h às 19h
Classificação indicativa: livre
Valor: gratuito
Local: Galeria da Cela e Galerias de exposição do 2º andar

As visitas mediadas à exposição podem ser agendadas em nosso site.

Saiba mais

Recortes da Vida e Luta Quilombola no Rio de Janeiro

A exposição é um recorte de alguns aspectos da vida e luta quilombola no Rio de Janeiro. Não é um retrato completo, mais de cinquenta são os quilombos no estado, menos de dez estão aqui retratados, mas acredita-se que cumpre o objetivo de chamar a atenção da sociedade e dos agentes do Poder Público para esse modo de ser, viver, sonhar e querer o futuro. Um futuro cujas bases estão fincadas na Mãe África, mas que se projeta com toda a esperança, organização e luta para um outro amanhã.

Período de visitação: até 13/7/2024
Horário: de terça a domingo das 11h às 19h
Classificação indicativa: livre
Valor: gratuito
Local: Gabinete de Fotografia

Artista: AC Junior – Fotógrafo Documentarista em projetos sociais e ambientais. Documentou a implementação da Agenda 21 em quatro comunidades de Coari, Amazonas, nos projetos “De Olho no Ambiente” e “Mutirão das Águas” do Programa Petrobras Ambiental, entre 2006 e 2010.

Saiba mais

TEATRO

Cartas de Maria Julieta e Carlos Drummond de Andrade

O espetáculo é construído a partir da pesquisa e leitura da correspondência inédita do poeta e sua única filha.
A dramaturgia segue a cronologia infância, adolescência e vida adulta. Desde os primeiros desenhos, bilhetes, cartinhas, cartas e crônicas acompanhamos a relação de cuidado e amor entre os dois como a visão do país, dos acontecimentos e do mundo.
O espetáculo foi contemplado no FITA- Festa Internacional de Teatro de Angra pela dramaturgia.
Após as sessões será realizado um bate-papo com o público sobre o processo de criação desde a leitura das cartas, construção da dramaturgia e encenação.

Período: 4/7 a 25/8 (quinta a domingo)
Horário: às 18h (quinta a sábado) e às 17h (domingo)
Classificação indicativa: 12 anos
Valor: R$40,00 (inteira) e R$20,00 (meia-entrada)
Local: Sala de leitura

Saiba mais

Aimberê

O espetáculo conta a saga de um herói brasileiro enterrada nas linhas curvas da história de terras brasis! Aimberê surge no chamamento da terra para cantar e dançar suas pajelanças, como grande guerreiro tamoio último, nos seios da Guanabara. Embalado pelo som dos maracás, do chacoalhar das cabaças, dos apitos e dos ventos da floresta, Aimberê dança e luta para honrar seus mortos e suas memórias. Aguerrido, o confederado Tamoio empunha flechas e lanças durante as guerras contra portugueses e traidores de seu próprio chão, que invadiram, saquearam e destroçaram a paliçada Uruçumirim, onde habitava sua família e seu grande amor, Iguassu.

Período: 5 a 28/7 (sexta a domingo)
Horário: às 19h
Classificação indicativa: 14 anos
Valor: R$40,00 (inteira) e R$20,00 (meia-entrada)
Ingressos: Sympla
Local: Teatro

Saiba mais

O Menino Omolu – Um Espetáculo deste Tempo

O menino Omolu é um espetáculo infanto-juvenil que revela ao público as dificuldades de um menino ao ter que lidar com o mundo que o exclui por conta de suas feridas ancestrais.

Período: 6 a 28/7 (sábados e domingos)
Horário: às 16h
Classificação indicativa: livre
Valor: R$40,00 (inteira), R$20,00 (meia-entrada)
Local: Teatro

Saiba mais

LITERATURA DE CORDEL

Cordel no Centro – A Literatura de Cordel no CCJF

Até dezembro de 2024, nas terceiras quartas-feiras de cada mês, haverá sessões com poetas e repentistas de Literatura de Cordel.
As sessões serão temáticas, e, neste mês de julho, os temas serão Gonçalo Ferreira da Silva, cordelista fundador da Academia Brasileira de Literatura de Cordel, e o poeta e xilogravurista paraibano José Costa Leite.
Está confirmada a presença do cineasta cearense Wescley Di Luna, que exibirá o documentário de 13 minutos “Um poeta no meio dos poetas”, produzido por ele e por Amanda Naves, sobre os últimos dias do poeta cearense Gonçalo Ferreira da Silva, fundador da Academia Brasileira de Literatura de Cordel e seu presidente durante 34 anos.
Haverá também uma pequena palestra sobre o poeta e xilogravurista José Costa Leite, ministrada por Wlliam J.G. Pinto, acadêmico da Academia Brasileira de Literatura de Cordel.
Na ocasião, membros da Academia Brasileira de Literatura de Cordel (ABLC) e convidados falarão sobre cultura popular, declamarão poemas, farão improvisos e cantarão.
Durante o evento, o poeta e pesquisador da Academia Brasileira de Literatura de Cordel Severino Honorato, fará improvisos cantados versando sobre o tema do mês.

Data: 17/7 (quarta-feira)
Horário: das 16h30 às 181h
Classificação indicativa: livre
Valor: gratuito
Local: Sala de Sessões

Saiba mais

CINEDEBATE

CineCentro – Retrospectiva Maria Augusta Ramos

O CineCentro é um programa de curadoria de cinema no Centro Cultural Justiça Federal, com foco em documentários e filmes de artistas. Em julho, estreará o programa documentário com Maria Augusta Ramos, diretora e roteirista, um dos grandes nomes do documentário brasileiro.
Premiada em festivais como IDFA (Holanda), Visions du Réel (Suíça), DocumentaMadrid, IndieLisboa, Festival do Rio e Janela de Cinema de Recife, sua obra é um retrato da sociedade brasileira.

Data: 25 a 28/7 (quinta a domingo)
Valor: gratuito
Local: Cinema
Programação, horários e classificação indicativa: site

Saiba mais