TRF2 assinou 31/3 termo de adesão ao Programa Justiça 4.0

O Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) acaba de aderir formalmente ao Acordo de Cooperação Técnica nº 028/2021, que tem por finalidade o desenvolvimento e uso colaborativo dos produtos, projetos e serviços do “Programa Justiça 4.0 – Inovação e efetividade na realização da Justiça para todos”.

Na quarta-feira, 31 de março, o presidente e o vice-presidente da Corte, desembargadores federais Reis Friede e Messod Azulay, comunicaram a decisão por ofício e encaminharam ao Conselho da Justiça Federal (CJF) o termo de adesão à iniciativa, que é fruto de parceria entre o CJF, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Seu objetivo é facilitar o acesso à Justiça, em especial à Justiça Federal, com o uso colaborativo de novas tecnologias e inteligência artificial.

Com isso, além de participar dos projetos e ações do Programa Justiça 4.0, o TRF2 terá a oportunidade de integrar a essa plataforma colaborativa as próprias soluções digitais que vem desenvolvendo. Dentre elas, encontram-se o recentemente criado Centro de Conciliação 100% Digital (C100%)  e o portal MonitoraPrev.

O primeiro visa a agilizar a realização de acordos em processos em grau de recurso na segunda instância, bem como em demandas processuais e reclamações pré-processuais incluídas nos mutirões de conciliação de toda a 2ª Região.

Já o MonitoraPrev é um sistema que, além de fornecer dados estatísticos, em tempo real, sobre as ações previdenciárias, permite conhecer, de forma inédita, a realidade social das pessoas que buscam a Justiça Federal para reclamar direitos previdenciários, inclusive por meio de georreferenciamento.

Para isso, o MonitoraPrev reúne informações sobre demandas previdenciárias e assistenciais, e as exibe em painéis dinâmicos, permitindo o cruzamento de dados sobre os principais focos de litigância nessa matéria e sobre as chances de sucesso de essas demandas terem sucesso.

 

Fonte: ACOI/TRF2

 

<< Voltar